terça-feira, 27 de outubro de 2009

O Churrascão de Juca

Postado dia | 3 comentários
   Num belo dia onde o sol raiava, os pássaros cantarolavam e as flores cheiravam com o doce aroma da primavera, Juca estava dando um churrasco com seu avô e sua irmã mais velha Juana, no meio da mata, aqueles churrascos bem animadões. Juca estava jogando uma pelada com seu avô, dois feras futebolísticos disputando um emocionante gol a gol, enquanto Juana coletava flores. O rumo daquela tarde gostosa de primavera não poderia ser melhor, só curtição e alegria. Ao perder no futebol para seu avô e vence-lo no "mãe da rua porrada" Juca resolveu cessar um pouco a jogatina e ir coletar flores com Juana.

   Os dois estavam se divertindo horrores juntos pegando todas aquelas flores e colocando na cestinha. No meio de um punhado de flores no chão Juca encontrou um coelhinho, pequeno do formato de uma bolinha, branquinho, macio e fofinho como uma nuvem. Juca olhou para os grandes olhos do coelhinho e se encantou, então disse "vou te chamar de floco de neve, e a partir de agora você será meu melhor amigo", mal acabou a frase e Juana meteu-lhe um murro na boca de seu estômago fazendo com que Juca quase vomitasse todo o delicioso churrasco que comera, deixando-o de joelhos no meio das folhas de carvalho do chão. Juntando todas as suas forças Juca perguntou: "... po-por que? sua ogra!", ela então respondeu "o coelhinho é meu! Eu o vi primeiro!", e se afastou de Juca enquanto ele desmaiava agonizando de dor.

   Mais tarde, ao recobrar a conciência Juca acordou irado, com uma sede de vingança insaciável que o encarajou a montar uma pegadinha para sua maldosa irmã que merecia o troco por ser tão cavala. Juca pegou alguns instrumentos da natureza ao seu redor e montou uma armadilha, daquelas que é só uma cordinha amarrada numa árvore que quando a pessoa pisa a cordinha prende na perna e deixa a pessoa de ponta cabeça. Juca estava se sentindo orgulhoso por ter feito uma armadilha tão dahora assim sozinho, agora só faltava atrair Juana para o local e dar boas risadas com o resultado. Juca foi até o local onde encontrava-se seu avô e lá estava sua irmã brincando com o coelhinho. Para atrai-la até a armadilha ele teve que correr como um atleta de maratona, pegar o coelho e sair no maior pique até a mata. Juana furiosa correu atráz dele!

   Depois de um tempo, no meio de correria e gritos, os dois chegaram ao local desejado. Juca desviou da armadilha enquanto Juana caiu como um patinho. Juca ficou atráz de uma moita se borrando todo de rir, enquanto Juana gritava com todas as suas forças pedindo ajuda. Juca ficou um bom tempo rindo rolando no chão enquanto os gritos de sua irmã ficavam cada vez mais desesperadores. Derrepente ouve-se um rugido! Juca pensou "nossa, a Juana virou uma fera de verdade!", então ele olhou na armadilha para ver o que estava acontecendo e viu que um urso estava alí no local mexendo nela. Juca ficou amedrontado, não havia nada que ele pudesse fazer, a não ser ficar alí escondido como um bundão vendo a horrível cena do urso massacrando e devorando sua irmã.

   Juca então começou a pensar "nossa... que idéia idiota mew...". O coelhinho, seu melhor amigo, estava olhando para seus olhos com um olhar de desprezo, como se ele fosse um lixo, e logo uma lágrima escorreu do olho de Floco de Neve, que saiu correndo saltitando para bem longe daquele assassino que matou sua própria irmã só por vingança. Juca voltou para o local onde estava seu avô, triste e com a conciência pesada, para contar o triste fim daquele churrasco em família.

... continua...

3 comentários:

Asas Negras disse...

o começo é bem um conto de fadas,tdo bonitinho, tdo fofinho... mas acho q vc deveria descrever a cena em que o urso acaba com a JUANA! qm sabe descrevendo como o urso a matava, poderia ate mata-la lentamente, primeiro dava uma boa estragada nela com as unhas como facas, ae o sangue ia ecorrendo na cara do urso enquanto a JUANA(com u?) se debatia de dor e medo, depois o ursao poderia dar mais uma unhada nela, arrancando chumaços de cabelos... enqaunto isso o irmao dela via toda a cena paralisado... bem é so um louca ideia, a historia é sua.
siga em frente, e sucesso

abrasso

Fábio Coelho disse...

Quero ver logo a continuação, gostei da história.
Parabéns pelo blog. Abraço

Esther cyrraia disse...

kkk!!!

adorei a história, quando junta família grande dá pra esperar boas risadas!

adorei o blog, to seguindo e desejando sucesso!!!

xeru

Postar um comentário

Thiagow

Primeira Temporada:
(made in paint)
Segunda Temporada:
(made in photoshop)
Terceira Temporada:
... em breve!

Os Três Reis Bárbaros

Primeira Temporada:
Segunda Temporada:

Defensor e Capitão

Primeira Temporada:
Segunda Temporada:
... em breve!

Ajude a Divulgar

Contato

Quer ajudar o blog a crescer e ficar ainda mais foda? Tem idéias geniais para tirinhas de super sucesso e quer concede-las ao blog? Quer fazer uma parceria? Quer apenas dar um "oi"? Então mande um email ou recado para:

Email:
thales.soares@hotmail.com

Orkut:
Defensor Infinito
[PS: por favor não mandem depoimentos para o Defensor Infinito, pois ele (eu) perdeu a senha, e agora só tem acesso a página de recados, obrigado]